Follow by Email

domingo, 10 de janeiro de 2010

Saudade da minha BRANCA FLOR.


No silêncio do meu quarto, depois de um dia de luta tudo é válido. Até sonhar. Graças a Deus meus últimos sonhos tem sido bons, muito bons até, eu diria. Tenho sonhado com minha cidade, com meus pais, com meus avós, com meus irmãos e alguns poucos amigos. Só que essa noite sonhei com minha BRANCA FLOR, acho que a saudade me fez sonhar com ela, com minha filha linda, carinhosa, meiga, gostosa. Mas esta saudade está com os dias contados, ela tem dia e hora pra acabar, graças a Deus!

Voltando ao sonho, eu estava na cozinha, fazendo algo e ela chegava, me chamava pro quarto e dizia que queria ler uma poesia que tinha escrito pra mim...era ela ali, minha filha, minha amiga, minha companhia de todos os dias da minha vida, minha cúmplice. E eu falei pra ela: - Filha vc tem lido muitos livros, e ela disse pq? Eu respondi: - Pq vc anda muito inspirada e está cada vez mais esperta e inteligente. Ela sorriu com o cantinho da boca e os olhinhos brilharam. Ela se remexeu na cama e começou a ler o poema, fechei meus olhos para senti-lo melhor. Ela falava de uma mulher, de uma mãe, de mim. Eu por um momento me vi ali naquele poema, isso me encheu de alegria e prazer, mas quando abri os olhos ela nem estava do meu lado. Acordei. Mas como disse, essa saudade está com os dias contados. Amo vc minha Yasmin, minha BRANCA FLOR.