Follow by Email

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Um desabafo...

 Eu nunca fui tão boa assim. 

Nunca liguei muito pra minha lição de casa que ficava na mochila, pra louça suja jogada na pia, pro prato sujo que deixei em cima da mesa depois de comer. 

Nunca liguei muito pra você me pedindo pra sair do computador, já me irritei quando você ficou atrás de mim tentando ver o que eu estava fazendo e já pedi pra você sair de perto...

 Já desviei dos seus abraços, já recusei um beijo teu. 

Te ignorei, demorei pra ir comer o jantar e te deixei irritada com isso.

 Reclamei da sua comida, mesmo você tendo feito com todo carinho e dedicação pra mim.

 Nem sempre tive o melhor comportamento e as melhores notas na escola e já disse que por mim eu não faria nada da vida. 

Fico trancada o dia todo no meu quarto. Quase não te dou atenção, quase não te dou bom dia, boa tarde ou boa noite. Fico na minha como se meu mundo fosse eu e mais eu, como se você não estivesse ali tentando cuidar de mim. 

Me desculpa? 

Me desculpa por ser assim?

 É o meu jeito rebelde de amar. 

 cada grosseria minha, talvez seja meu coração gritando “Eu te amo, mas sou rebelde demais pra demonstrar isso”. 

Me desculpa?

 Por ter te deixado falando sozinha, por não ter sido uma filha tão boa assim. 

Por amar desse meu jeito todo tolo, mesmo sabendo que se você morrer hoje, amanhã eu vou querer voltar atrás só pra recorrer a cada abraço que eu fugi, a cada beijo que eu recusei, mesmo sabendo que isso te machuca. 

Esse é o meu jeito. 


Me perdoa?

 E obrigada. Obrigada por não desistir de mim, mesmo eu sendo assim tão… eu.

 Eu te amo, mãe.

 Por mais que eu não saiba como demonstrar isso...

Eu te amo. 

Yasmin Fernandez. 

 

 

3 comentários:

Raffa C.L. disse...

Que texto sincero e tocante. Lindas palavras.

Raffa C.L. disse...

Que texto sincero. Linda demonstração de amor.

Neuza Miranda disse...

Eu entendi exatamente o que vc quis dizer, eu também sou assim com a minha mãe. As vezes eu sei que o jeito que ela fica tentando me irritar talvez seja a forma que ela encontra de chamar minha atenção para ela e eu insensível não me permito demonstrar o tamanho que sinto. Me encontrei nas tuas palavras. Bjos.