Follow by Email

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Síndrome dos vinte e tantos -



Síndrome dos vinte e tantos -A chamam de 'crise do quarto de vida'. Você começa a se dar conta de que seu círculo de amigos é menor do que há alguns anos. Se dá conta de que é cada vez mais difícil vê-los e organizar horários por diferentes questões: trabalho, estudo, namorado(a) etc.. E cada vez desfruta mais dessa cervejinha que serve como desculpa para conversar um pouco. As multidões já não são 'tão divertidas'... E as vezes até lhe incomodam. E você estranha o bem-bom da escola, dos grupos, de socializar com as mesmas pessoas de forma constante. Mas começa a se dar conta de que enquanto alguns eram verdadeiros amigos, outros não eram tão especiais depois de tudo. Você começa a perceber que algumas pessoas são egoístas e que, talvez, esses amigos que você acreditava serem próximos não são exatamente as melhores pessoas que conheceu e que o pessoal com quem perdeu contato são os amigos mais importantes para você. Ri com mais vontade, mas chora com menos lágrimas e mais dor. Partem seu coração e você se pergunta como essa pessoa que amou tanto pôde lhe fazer tanto mal. Ou, talvez, a noite você se lembre e se pergunte por que não pode conhecer alguém o suficiente interessante para querer conhecê-lo melhor. Parece que todos que você conhece já estão namorando há anos e alguns começam a se casar. Talvez você também, realmente, ame alguém, mas, simplesmente, não tem certeza se está preparado (a) para se comprometer pelo resto da vida. Os rolês e encontros de uma noite começam a parecer baratos e ficar bêbado(a) e agir como um(a) idiota começa a parecer, realmente, estúpido. Sair três vezes por final de semana lhe deixa esgotado(a) e significa muito dinheiro para seu pequeno salário. Olha para o seu trabalho e, talvez, nao esteja nem perto do que pensava que estaria fazendo. Ou, talvez, esteja procurando algum trabalho e pensa que tem que começar de baixo e isso lhe dá um pouco de medo. Dia a dia, você trata de começar a se entender, sobre o que quer e o que nao quer. Suas opiniões se tornam mais fortes. Vê o que os outros estão fazendo e se encontra julgando um pouco mais do que o normal, porque, de repente, você tem certos laços em sua vida e adiciona coisas a sua lista do que é aceitável e do que não é. Às vezes, você se sente genial e invencível, outras... Apenas com medo e confuso (a). De repente, você trata de se obstinar ao passado, mas se dá conta de que o passado se distancia mais e que não há outra opção a não ser continuar avançando. Você se preocupa com o futuro, empréstimos, dinheiro... E com construir uma vida para você. E enquanto ganhar a carreira seria grandioso, você não queria estar competindo nela. O que, talvez, você não se dê conta, é que todos que estamos lendo esse textos nos identificamos com ele. Todos nós que temos 'vinte e tantos' e gostaríamos de voltar aos 15-16 algumas vezes. Parece ser um lugar instável, um caminho de passagem, uma bagunça na cabeça... Mas TODOS dizem que é a melhor época de nossas vidas e não temos que deixar de aproveitá-la por causa dos nossos medos... Dizem que esses tempos são o cimento do nosso futuro. Parece que foi ontem que tínhamos 16... Então, amanha teremos 30?!?! Assim tão rápido?!?! FAÇAMOS VALER NOSSO TEMPO... QUE ELE NAO PASSE! Afinal, "a vida não se mede pelas vezes que você respira, mas sim por aqueles momentos que lhe deixam sem fôlego...

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008


Para meus amigos que estão...SOLTEIROS
O amor é como uma borboleta. Por mais que tente pegá-la, ela fugirá.
Mas quando menos esperar, ela está ali do seu lado.
O amor pode te fazer feliz, mas às vezes também pode te ferir.
Mas o amor será especial apenas quando você tiver o objetivo de se dar somente a um alguém que seja realmente valioso. Por isso, aproveite o tempo livre para escolher .

Para meus amigos...NÃO SOLTEIROS
Amor não é se envolver com a "pessoa perfeita", aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.

Para meus amigos que gostam de...PAQUERAR
Nunca diga "te amo" se não te interessa.
Nunca fale sobre sentimentos se estes não existem.
Nunca toque numa vida, se não pretende romper um coração.
Nunca olhe nos olhos de alguém, se não quiser vê-lo derramar em lágrimas por causa de ti.

A COISA MAIS CRUEL QUE ALGUÉM PODE FAZER É PERMITIR QUE ALGUÉM SE APAIXONE POR VOCÊ, QUANDO VOCÊ NÃO PRETENDE FAZER O MESMO.

Para meus amigos...CASADOS.
O amor não te faz dizer "a culpa é", mas te faz dizer "me perdoe".
Compreender o outro, tentar sentir a diferença, se colocar no seu lugar.
Diz o ditado que um casal feliz é aquele feito de dois bons perdoadores.
A verdadeira medida de compatibilidade não são os anos que passaram juntos;
mas sim o quanto nesses anos vocês foram bons um para o outro.

Para meus amigos que têm um CORAÇÃO PARTIDO
Um coração assim dura o tempo que você deseje que ele dure, e ele lastimará o tempo que você permitir.
Um coração partido sente saudades, imagina como seria bom, mas não permita que ele chore para sempre.
Permita-se rir e conhecer outros corações.
Aprenda a viver, aprenda a amar as pessoas com solidariedade, aprenda a fazer coisas boas, aprenda a ajudar os outros, aprenda a viver sua própria vida.

A DOR DE UM CORAÇÃO PARTIDO É INEVITÁVEL, MAS O SOFRIMENTO É OPCIONAL!
E LEMBRE-SE: É MELHOR VER ALGUÉM QUE VOCÊ AMA FELIZ COM OUTRA PESSOA, DO QUE VÊ-LA INFELIZ AO SEU LADO.

Para meus amigos que são...INOCENTES.
Ela(e) se apaixonou por ti, e você não teve culpa, é verdade.
Mas pense que poderia ter acontecido com você. Seja sincero, mas não seja duro; não alimente esperanças, mas não seja crítico; você não precisa ser namorado(a), mas pode descobrir que ela(e) é uma ótima pessoa e pode vir a se tornar uma(um) grande amiga(o).

Para meus amigos que tem MEDO DE TERMINAR.
As vezes é duro terminar com alguém, e isso dói em você.
Mas dói muito mais quando alguém rompe contigo, não é verdade?
Mas o amor também dói muito quando ele não sabe o que você sente.
Não engane tal pessoa, não seja grosso(a) e rude esperando que ela(e) adivinhe o que você quer.
Não a (o) force terminar contigo, pois a melhor forma de ser respeitado é respeitando.

Pra terminar ...

Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata....
Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável...
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...
Um dia percebemos que o comum não nos atrai...
Um dia saberemos que ser classificado como o "bonzinho" não é bom . .
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você...
Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso...
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais...
Enfim...
Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para dizer tudo o que tem que ser dito...
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutar para realizar todas as nossas loucuras...
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.

Martha Medeiros

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Uma parte, outra parte!


Uma parte de mim é todo mundo: outra parte é ninguém: fundo sem fundo. Uma parte de mim é multidão: outra parte estranheza e solidão. Uma parte de mim pesa, pondera: outra parte delira.
Uma parte de mim almoça e janta: outra parte se espanta.Uma parte de mim é permanente: outra parte se sabe de repente. Uma parte de mim é só vertigem: outra parte, linguagem.
Traduzir uma parte na outra parte
_ Que é uma questão de vida ou morte .
_Será arte?


Ferreira Gullar

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Eu...




"À extremidade de mim estou eu. Eu, implorante, eu a que necessita, a que pede, a que chora, a que se lamenta. Mas a que canta. A que diz palavras. Palavras ao vento? Que importa, os ventos as trazem de novo e eu as possuo."  
Clarice Lispector     

terça-feira, 25 de novembro de 2008


“O tempo é o melhor autor. Sempre encontra um final perfeito.”


Charles Chaplin

10


"Era a terceira vez que aquele substantivo e aquele artigo se encontravam no elevador. Um substantivo masculino, com um aspecto plural, com alguns anos bem vividos pelas preposições da vida. E o artigo era bem definido, feminino singular: era ainda novinha, mas com um maravilhoso predicado nominal. Era ingênua, silábica, um pouco átona, até ao contrário dele: um sujeito oculto, com todos os vícios de linguagem, fanáticos por leituras e filmes ortográficos. O substantivo gostou dessa situação: os dois sozinhos, num lugar sem ninguém ver e ouvir. E sem perder essa oportunidade, começou a se insinuar, a perguntar, a conversar. O artigo feminino deixou as reticências de lado, e permitiu esse pequeno índice.De repente, o elevador pára, só com os dois lá dentro: ótimo, pensou o substantivo, mais um bom motivo para provocar alguns sinônimos. Pouco tempo depois, já estavam bem entre parênteses, quando o elevador recomeça a se movimentar: só que em vez de descer, sobe e pára justamente no andar do substantivo. Ele usou de toda a sua flexão verbal, e entrou com ela em seu aposto. Ligou o fonema, e ficaram alguns instantes em silêncio, ouvindo uma fonética clássica, bem suave e gostosa. Prepararam uma sintaxe dupla para ele e um hiato com gelo para ela. Ficaram conversando, sentados num vocativo quando ele começou outra vez a se insinuar. Ela foi deixando, ele foi usando seu forte adjunto adverbial, e rapidamente chegaram a um imperativo, todos os vocábulos diziam que iriam terminar num transitivo direto.Começaram a se aproximar, ela tremendo de vocabulário, e ele sentindo seu ditongo crescente: se abraçaram, numa pontuação tão minúscula, que nem um período simples passaria entre os dois. Estavam nessa ênclise quando ela confessou que ainda era vírgula, ele não perdeu o ritmo e sugeriu uma ou outra soletrada em seu apóstrofo. É claro que ela se deixou levar por essas palavras, estava totalmente oxítona às vontades dele, e foram para o comum de dois gêneros. Ela totalmente voz passiva, ele voz ativa. Entre beijos, carícias, parônimos e substantivos, ele foi avançando cada vez mais: ficaram uns minutos nessa próclise, e ele, com todo o seu predicativo do objeto, ia tomando conta. Estavam na posição de primeira e segunda pessoas do singular, ela era um perfeito agente da passiva, ele todo paroxítono, sentindo o pronome do seu grande travessão forçando aquele hífen ainda singular. Nisso a porta abriu repentinamente. Era o verbo auxiliar do edifício. Ele tinha percebido tudo, e entrou dando conjunções e adjetivos nos dois, que se encolheram gramaticalmente, cheios de preposições, locuções e exclamativas. Mas ao ver aquele corpo jovem, numa acentuação tônica, ou melhor, subtônica, o verbo auxiliar diminuiu seus advérbios e declarou o seu particípio na história. Os dois se olharam, e viram que isso era melhor do que uma metáfora por todo o edifício. O verbo auxiliar se entusiasmou, e mostrou o seu adjunto adnominal Que loucura, minha gente. Aquilo não era nem comparativo: era um superlativo absoluto.Foi se aproximando dos dois, com aquela coisa maiúscula, com aquele predicativo do sujeito apontado para seus objetos. Foi chegando cada vez mais perto, comparando o ditongo do substantivo ao seu tritongo, propondo claramente uma mesóclise-a-trois. Só que as condições eram estas: enquanto abusava de um ditongo nasal, penetraria ao gerúndio do substantivo, eculminaria com um complemento verbal no artigo feminino. O substantivo, vendo que poderia setransformar num artigo indefinido depois dessa, pensando em seu infinitivo, resolveu colocar um ponto final na história: agarrou o verbo auxiliar pelo seu conectivo, jogou-o pela janela e voltou ao seu trema, cada vez mais fiel à língua portuguesa, com o artigo feminino colocado em conjunção coordenativa conclusiva.



Aluna do curso de Letras da UFPE, ganhando um concurso interno promovido pelo professor de Gramática Portuguesa.

SEJA UM IDIOTA.


A idiotice é vital para a felicidade. Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz! A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável, mortes, separações, dores e afins. No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos.E de quem acha defeitos em você. Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto. Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça? KKKKKKKKKKKK!... Alguém que sabe resolver uma crise familiar mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Quanto tempo faz que você não vai ao cinema? É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí o que elas farão se já não têm por que se desesperar? Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não. Tudo que é mais difícil é mais gostoso,mas a realidade já é dura; piora se for densa. Dura, densa, e bem ruim. Brincar é legal, entendeu? Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva. Pule corda! Adultos podem contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte. Ser adulto não é perder os prazeres da vida -Teste a teoria. Uma semaninha, para começar. Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são, passageiras. Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir... Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração. Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora? "A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante,chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche".
Arnaldo Jabor

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Nada nos separa do amor de Deus...


Nem morte nem vida, nem anjos e nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes. Nem altura e nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008




Sou asas ao vento , perdidas que passam, voando em silêncio num toque de garça. Sou asas suaves sem dono e sem ninho, derramo a saudade e luzes de carinho. Sou asas que sonham, pura sedução com amor na alma, sou fogo e paixão. Dona do horizonte perdida no ar, levo nas asas um sol a brilhar, cheia de esperança, imaginação, olhar de criança... mulher tentação.
(Ane Franco)

Felicidade


Nem sei se a felicidade tem uma cor só, uma cor definida, só sei que deveríamos experimentá-la pelo menos uma vez na vida...
Jak Oliveira:)

"O segundo sintoma da morte de nossos sonhos são as nossas certezas.
Porque não queremos olhar a vida como uma grande aventura a ser vivida,
passamos a nos julgar sábios no pouco que pedimos da existência.
E não percebemos a imensa Alegria que está no coração de quem está lutando."

(A.D)
"Depois de algum tempo você aprende a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar a alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas. Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e os olhos adiante, com a graça de um adulto e não a tristeza de uma criança. Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair meio em vão."
" E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-la de vez em quando, e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.. Descobre que as pessoas que você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso, devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos."
Descobre que leva muito tempo para se chegar aonde está indo, mas que, se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados."
"Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute, quando você cai, é uma das poucas pessoas que o ajudam a se levantar. Aprende que a maturidade tem mais a ver com tipos de experiências que se teve e o que se aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes, e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando está com raiva, tem direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá o direito de ser cruel.
" Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não para, para que você junte seus cacos. Aprende que o tempo não é algo que se possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende realmente que pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir mais longe, depois de pensar que não pode mais."


Shakespeare...

quinta-feira, 13 de novembro de 2008


'Sinto-me espalhada no ar, pen­sando dentro das criaturas, vivendo nas coisas além de mim mesma. Quando me surpreendo ao espelho não me assusto por me achar feia ou bonita. É que me descubro de outra qualidade. Depois de não me ver há muito quase esqueço que sou humana, es­queço meu passado e sou com a mesma libertação de fim e de consciência quanto uma coisa apenas viva.Também me surpreendo, os olhos abertos para o espelho pálido, de que haja tanta coisa em mim além do conhecido, tanta coisa sempre silenciosa.'         



{Clarice Lispector}

Saudades eternas...


Nas Escrituras Sagradas está escrito que há tempo para tudo: plantar e colher, sorrir e chorar, se alegrar e sentir dor, nascer e morrer.
Quando perdemos alguém que amamos nosso luto dói demais, faz com que as lágrimas venham e com elas as lembranças da pessoa amada que não está mais entre nós. Porém, ficam os momentos bons e os exemplos, fica a vida resguardada, protegida da morte pelo grande amor que há em nossos corações.
Quando nossos amados se vão, vai com eles um pedaço de nós, que renasce após o luto, em forma de esperança e paz, na certeza de que a vida continua. O mais importante é saber que as misericórdias do SENHOR, que não tem fim, se renovam a cada manhã.
P.S: Saudade mto grande, amo vc meu vozinho lindo:)

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Ai q saudade do MEU AVÔ...


Alma,
é o nome do lugar onde se encontram esses pedaços perdidos de nós mesmos. São partes do nosso corpo como as pernas, os braços, o coração. Circulam em nosso sangue, estão misturadas com os nossos músculos. Quando elas aparecem o corpo se comove, ri, chora... Pra que serve elas? Pra nada. Não são ferramentas. Não podem ser usadas. São inúteis. Elas aparecem por causa da saudade. A alma é movida a saudade! A alma não tem o menor interesse no futuro. A saudade é uma coisa que fica andando pelo tempo passado à procura dos pedaços de nós mesmos que se perderam...

É o nome do lugar onde se encontram esses pedaços perdidos de nós mesmos. São partes do nosso corpo como as pernas, os braços, o coração. Circulam em nosso sangue, estão misturadas com os nossos músculos. Quando elas aparecem o corpo se comove, ri, chora... Pra que serve elas? Pra nada. Não são ferramentas. Não podem ser usadas. São inúteis. Elas aparecem por causa da saudade. A alma é movida a saudade! A alma não tem o menor interesse no futuro. A saudade é uma coisa que fica andando pelo tempo passado à procura dos pedaços de nós mesmos que se perderam.


P.S: Sua ausência dói, queria mais tempo com vc, só mais um pouquinho...

sexta-feira, 31 de outubro de 2008




Mulheres são como maçãs em árvores.
As melhores estão no topo.
Os homens não querem alcançar essas boas pq eles têm medo de cair e se machucar.
Preferem pegar as maças podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir. Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, “eles” estão errados...Elas têm que esperam um pouco para que o homem certo chegue, aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore.

"As rugas deviam indicar apenas onde os sorrisos estiveram"

Minha alma está triste hj.

Sinto falta do meu sorriso,

Vencerei eu sei, a minha solidão.

Recomeçarei sempre.

Ivete Barros

Feriado no sítio!!!

Noooossa, como eles brincaram...3 dias de mta bagunça e diversão!!




Amo, amo, amo :)





Lindas:)

Saudade!!!


As pessoas especiais são aquelas que têm a habilidade de dividir suas vidas com os outros... Elas são honestas na palavra e nas atitudes, são sinceras e compassivas, e sempre dão por certo que o amor é parte de tudo. As pessoas especiais são aquelas que tem habilidades para dar aos outros, e de ajudá-los com as mudanças que surgem em seus caminhos. Elas não tem medo de ser vulneráveis, elas acreditam que são únicas e têm orgulho em ser quem são. As pessoas especiais são aquelas que se permitem os prazeres de estar próximo aos outros e se importam com a felicidade deles. Elas vieram para entender que o amor é o que faz a diferença na vida. As pessoas especiais são aquelas que realmente tornam a vida mais bela. Flor, vc é especial na minha vida:)

"Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida aperfeiçoa-nos e enriquece-nos, não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos."

Aniver da Érica




Queria compor um poema
Que descrevesse meus amigos
Que falasse das suas virtudes
E também das suas manias
Impossível falar de cada um...
Pois todos me são importantes
Em alguns encontro um pai
Em outros um irmão
Alguns me fazem rir
Outros enxugam as lágrimas...
Quando me sinto só e abandonada
Há aqueles que não falam muito
E escrevem mais
Há os que escrevem pouco
Mas falam muito
Meus amigos são pessoas
Que tem no peito um coração
Que pulsa a cada contato
A cada encontro
A cada troca de palavras
Se Deus criou o amigo
Prá ser amigo de verdade
Então Ele foi generoso
E os deu todos para mim!

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Ser feliz!!!



"...Ser feliz não é ter uma vida isenta de perdas e frustrações. É ser alegre, mesmo se vier a chorar. É viver intensamente, mesmo no leito de um hospital. É nunca deixar de sonhar, mesmo se tiver pesadelos. É dialogar consigo mesmo, ainda que a solidão o cerque.
É ser sempre jovem, mesmo se os cabelos embranquecerem. É contar histórias para os filhos, mesmo se o tempo for escasso. É amar os pais, mesmo se eles não o compreenderem. É agradecer muito, mesmo se as coisas derem errado. É transformar os erros em lições de vida.


Ser feliz é sentir o sabor da água, a brisa no rosto, o cheiro de terra molhada. É extrair das pequenas coisas grandes emoções. É encontrar todos os dias motivos para sorrir, mesmo se não existirem grandes fatos. É rir de suas próprias tolices.
É não desistir de quem se ama, mesmo se houver decepções. É ter amigos para repartir as lágrimas e dividir as alegrias. É ser um amigo do dia e um amante do sono.


Ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem decepções. Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros.
Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato.


Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro do seu próprio ser.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.


Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. É beijar os filhos, curtir os pais e ter momentos poéticos com os amigos, mesmo que eles nos magoem.
Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de cada um de nós. É ter maturidade para falar "eu errei". É ter ousadia para dizer "me perdoe". É ter sensibilidade para expressar "eu preciso de você". É ter capacidade de dizer "eu te amo".


Ser feliz não é ter uma vida perfeita. Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Usar as falhas para esculpir a serenidade. Usar a dor para lapidar o prazer. Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência..."

Augusto Cury

Sou uma passageira...


Sou uma passageira…

Embarco e desembarco sem realmente saber qual é o instante que realmente sou eu mesma…Sou sonho…

A matéria é empréstimo e perece, o sonho é eterno e permanece…

Decidi fazer do que é real, uma ilusão e, da minha ilusão a minha mais verdadeira realidade…

Seria como tingir a água de azul, por instantes desejar que minhas mãos sejam flores e poder sentir o beijodo beija-flor...
Já que conheço o ruido de um tiro, me nego a aceitá-lo, prefiro ouvir o que converam as árvores…

Outro dia diziam elas, que as estrelas são as flores que bordam o céu…

Imaginação, loucura, ilusão…

Prefiro assim…
Dizem que minha alma é triste.

Não concordo.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Hei palhaço!!!


HEI...
PALHAÇO DA MINHA INFÂNCIA!
ANJO QUE FOI, ANJO QUE SERÁS...FLOR EM ALGUM JARDIM!
UMA NOVA ESTRELA NO CÉU A BRILHAR!FANTASIAS, PINTURAS, CRIANÇAS, PIPOCAS, GARAGALHADAS...NARIZ VERMELHO, SOBRANCELHAS RESSALTADAS...
BOCA EXAGERADA! EI,PALHAÇO...JÁ CHOREI DE MEDO NO CIRCO!
JÁ QUIS PULAR DO TRAPÉZIO!
VI UM PALHAÇO NA JANELA!
E AS CRIANÇAS?
- MAMÃE, QUERO VER O PALHAÇO!!!!
EI! A LONA ESTÁ AQUI E LÁ! ANJO, FLOR, ESTRELA...O QUE FOR...LÁ ESTARÁ!
EI, PALHAÇO, VOCÊ JÁ OUVIU?
SER PALHAÇO É FÁCIL!
DIFÍCIL É SORRIR QUANDO SE QUER CHORAR!
OUSADIA? VALENTIA?
ENTRADA EM CAMBALHOTAS NO PICADEIRO?
EI...TIRE A MÁSCARA!
VOCÊ É O BRILHO!
TIRE DO BOLSO AQUELE LENÇO BRANCO...
AQUELE APITO...
DESCANSE E SOPRE UM GRITO DE PAZ!
Nina Rocha.

Cia. Circo Teatro Artitude, de Brasília-DF.

Que doutor é esse
De olhar narigudo
Nariz batatudo
Que dança no salão?
Receita é de bolo
Analise é de choro
E consulta de opinião
Nos bolsos de sua bata
Brinquedos não faltam
Apitos e bolinhas de sabão
As suas roupas, meio estranhas
Provocam gargalhadas
Mas ele não se acanha com isso, não!
Muito pelo contrario
Os risinhos são o seu prato
De predileção



E quando ele escapa
Por portas ou janelas
Ecoam as suas canções
Piririm Pororom

OFICINA DE CIRCO:))

E olha eu e a Yaya aí...nos divertimos e aprendemos muito. Aprendemos de nós mesmas...aprendemos de vcs, da vida, do mundo!!

A timidez??!! Ahhhh , nem sabemos mais o que é isso!!!
“... sempre uma coisa metida na outra, sempre uma coisa metade da outra, sempre uma coisa reflexa da outra, sempre a mesma coisa descarrilhando à margem da margem da margem de outra coisa”
– E. Spínola

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

O inacabado que há em mim...


Eu me experimento inacabado. Da obra, o rascunho. Do gesto, o que não termina. Sou como o rio em processo de vir a ser. A confluência de outras águas e o encontro com filhos de outras nascentes o tornam outro. O rio é a mistura de pequenos encontros. Eu sou feito de águas, muitas águas.Também recebo afluentes e com eles me transformo. O que sai de mim cada vez que amo? O que em mim acontece quando me deparo com a dor que não é minha, mas que pela força do olhar que me fita vem morar em mim? Eu me transformo em outros? Eu vivo para saber. O que do outro recebo leva tempo para ser decifrado. O que sei é que a vida me afeta com seu poder de vivência. Empurra-me para reações inusitadas, tão cheias de sentidos ocultos. Cultivo em mim o acúmulo de muitos mundos. Por vezes o cansaço me faz querer parar. Sensação de que já vivi mais do que meu coração suporta. Os encontros são muitos; as pessoas também. As chegadas e partidas se misturam e confundem o coração. É nesta hora em que me pego alimentando sonhos de cotidianos estreitos, previsíveis. Mas quando me enxergo na perspectiva de selar o passaporte e cancelar as saídas, eis que me aproximo de uma tristeza infértil. Melhor mesmo é continuar na esperança de confluências futuras. Viver para sorver os novos rios que virão. Eu sou inacabado. Preciso continuar. Se a mim for concedido o direito de pausas repositoras, então já anuncio que eu continuo na vida. A trama de minha criatividade depende deste contraste, deste inacabado que há em mim. Um dia sou multidão; no outro sou solidão. Não quero ser multidão todo dia. Num dia experimento o frescor da amizade; no outro a febre que me faz querer ser só.Eu sou assim. Sem culpas.

Padre Fábio de Melo



" Há duas tragédias na vida: uma a de não satisfazermos os nossos desejos, a outra a de os satisfazermos..."
Oscal wilde

"Quero perceber tudo com calma mesmo em meio a correria , sentir que a vida é quente mesmo quando se diz fria, fazer da vida um canto mesmo sem melodia, amar as pessoas sendo elas João ou Maria."

terça-feira, 14 de outubro de 2008


Que as dificuldades que eu experimentar ao longo da jornada não me roubem a capacidade de encanto. A coragem para me aproximar, um pouquinho mais a cada dia, da realização de cada sonho que me move.
A idéia de que a minha vida possa somar no mundo, de alguma forma.
A intenção de não morrer como uma planta que engasgou e não disse sua flor.
Ana Jácomo

Yasmin.




Vc é essência onde eu pensei que fosse só beleza, é beleza onde eu achava que era só essência e, assim, deixa qualquer um extasiado com a multiplicidade de atributos pessoais.

Dedicado à Jak!

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Flor da minha vida.


Ela tem nome sim, Yasmin.

Em minha casa a mesa está posta todos os dias.

Um atrás do outro, atrás um do outro, ano após ano, ano após outros. Minuto após minuto, século após século, e de novo um atrás do outro, atrás um do outro.


Mauro Machado

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Minha razão de viver:))YASMIN


Filha linda que eu amo mais que tudo, vc me faz mto feliz e me dxa sempre ogulhosa por ser assim tão linda, tão meiga e com o coração tão puro.
ESTOU SEMPRE TENTANDO ACERTAR COM VC E CADA VEZ QUE VEJO TEU SORRISO ME DERRETO e me sinto realizada. Sei que não sou a mãe mais perfeita, somos seres humanos, com erros e acertos. Mas tenha certeza que tudo o que faço é pensando em vc, em te dar o melhor e ser exemplo na sua vida. Aprendemos mto uma com a outra, talvez eu mais que vc!!! Junte-se à isso tudo, ter vc na minha vida faz valer a pena tdo q vivi até hje, o caminho traçado e as escolhas feitas.
TE AMO PRA SEMPRE:))
Jak Oliveira:))

Meu vozinho que amo:))


Meu VOVÔ TÁ DODÓI, é mto dificil pra gente, mas acho que o que importa agora é cercarmos ele de mto amor e carinho.

Minha dançarina.

E cada vez subindo mais alto,

Mamãe fica toda orgulhosa, pq ela não desiste nunca... EU TE AMO!!!