Follow by Email

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Um homem inteligente falando das mulheres.


Tenho apenas um exemplar em casa, que mantenho com muito zelo e dedicação, mas na verdade acredito que é ela quem me mantém. 
Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro.
Beijos matinais e um 'eu te amo’ no café da manhã as mantém viçosas e perfumadas durante todo o dia. Flores também fazem parte de seu cardápio – mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade.
Respeite a natureza. Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia.
Não faça sombra sobre ela. Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda. 
Aceite: mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar. 
O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a mulher, ele estará salvando a si mesmo. 
É, meu amigo, se você acha que mulher é caro demais, vire gay. Só tem mulher quem pode!



Luiz Fernando Veríssimo

sábado, 8 de dezembro de 2012



Há alguns anos, nas Olimpíadas Especiais de Seattle, também chamada de paraolimpíadas, nove participantes, todos com deficiência mental, ou física, alinharam-se para a largada da corrida dos 100 metros rasos. Ao sinal, todos partiram, não exatamente em disparada, mas com vontade de dar o melhor de si, terminar a corrida e ganhar. Todos, exceto um garoto, que tropeçou na pista, caiu e começou a chorar.
Os outros oito participantes ouviram o choro e perceberam o que havia acontecido, diminuíram o passo, olharam para trás. Viram o garoto no chão, pararam e voltaram. Todos eles! Uma das meninas, com síndrome de down, ajoelhou-se, deu um beijo no garoto e disse: "Pronto, pronto, agora vai sarar". E todos os nove competidores deram os braços e andaram juntos até a linha de chegada.
estádio inteiro levantou e não tinha um único par de olhos secos. E os aplausos duraram longos minutos. As pessoas que estavam ali, naquele dia, repetem essa história até hoje.
(Autor desconhecido)
P.S: Lá no fundo todos nós sabemos que o que importa nesta vida, mais do que ganhar sozinho, é ajudar os outros a vencer, mesmo que isso signifique diminuir o passo e mudar o curso. Que cada um de nós possa ser capaz de diminuir o passo ou mesmo mudar o curso para ajudar alguém que, em algum momento de sua vida tropeçou e precisa de ajuda pra continuar. 

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Love

The love you take is the love you make.





Jaqueline Oliveira.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Sonhar.



A vida é só um segundo triste, felicidade existe quando se aprende a sonhar.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Recebi esta breve análise acerca de minha personalidade.


Não me creio muito bem em análise psicológica, que aliás, não é minha área, e por isso me sinto acanhado para lhe mandar estas anotações que rabisquei acerca da tua personalidade. Mas vamos lá:

Você não é triste. E isso é uma constatação óbvia. Escrever coisas que possam parecer a um leitor desavisado (e distante) como sendo de tristeza não a caracteriza como tal. E além disso, você irradia uma energia muito bacana. E isso é legal.
Você busca a felicidade em pequenos momentos e detalhes. Até aí tudo bem, todo mundo quer ser feliz... Mas a diferença é que vc na maioria das vezes valoriza os pequenos detalhes que fazem grande uma vida. E aliás, a felicidade não é um lugar onde se chega, mas a forma de se chegar lá. Concordo contigo que não existe “a felicidade”, mas “momentos felizes”. E se a vida da gente é de altos e baixos, vamos aproveitar ao máximo os altos, para ter força na hora da adversidade.
Você é autêntica. Eu gosto disso. Talvez não seja tanto quanto vc gostaria, mas está bem acima da média. Parece-me que frequentemente costuma falar o que pensa, e ser objetiva, direta, sem rodeios, e isso é legal. Detesto gente só fala em entrelinhas, que não tem clareza nas idéias e na comunicação. Risco: pessoas autênticas colecionam muitos inimigos.


Você demonstra uma personalidade forte, transmite essa idéia e faz questão disso. Você choca as pessoas com sua sinceridade, na esperança de que muitas desistam de se aproximar, ou se afastem e só fique quem realmente “vale a pena”. Ou, como vc mesma diz, “só fique quem se esforce para continuar”. Tenho que admitir, vc às vezes assusta, com sua sinceridade (não sei se calculada, ou não).
Você não tem medo de se mostrar como é e isso é uma qualidade e tanto. Mas cuidado, quanto mais vc se expõe, mais se fragiliza!
Você é um pouco insegura, por dentro da dura concha. Lembre-se que todo mundo é um tanto quanto inseguro, e não deixe o medo de tomar decisões te dominar.
Busca algo desesperadamente (identifica como a felicidade?). Aqui cabe uma ressalva: a história da humanidade é uma história de buscas, de procuras. Todo mundo busca algo, mesmo que não saiba exatamente o quê, e isso move o mundo. Mas é que no teu caso, a “procura” se torna uma obsessão (parece-me), como uma forma de achar algo que faça sua vida valer a pena, e de suprimir certas mágoas. Você se sente pequena e frágil. A boa notícia é que nossa natureza é assim mesmo, totalmente incompleta. Isso pode nos aproximar de DEUS, quando lembramos que “o SEU poder se aperfeiçoa na nossa fraqueza” (2Co 12.9).
Tem medo se magoar, de repetir algumas dores já sofridas. Lembre-se que a gente não pode mudar o passado, mas pode construir um futuro diferente. Use a sua experiência de vida como forma de maturidade, não de paralisia. O medo pode ser um fator de crescimento, se aprendermos a respeitá-lo e não nos deixarmos dominar por ele. Eu sei que é mais fácil falar, mas basicamente, não deixe que o medo dirija suas escolhas.
Se acostumou com a idéia de que tem vocação solitária, qdo na verdade isso não é verdade. O ser humano não foi feito para viver sozinho, é contra nossa natureza. Ficar sozinho às vezes é bom, mas ter alguém legal para compartilhar momentos é uma experiência muito prazerosa.
Aqui eu faço uma modesta crítica. Cultive a sua vida, paralelamente à da sua Yasmim. Ela precisa de vc, e deve ser sua prioridade, mas vc também precisa investir um pouco em vc, e isso não é egoísmo. Sabe por quê? Por que se vc investe em vc, vai melhorar sua auto estima, e a Yasmim vai sentir isso, e vai fazer muito bem para ela.
Mantém-se armada e na defensiva. Aqui eu entendo vc, afinal o mundo é mal, as pessoas são cruéis e no menor vacilo alguém nos puxa o tapete. Entretanto, não dá para ficar o tempo todo esperando um golpe baixo. Em algum momento, a gente precisa confiar em alguém, em algum momento, a gente precisa baixar a guarda. Pense nisso.
Deixa de aceitar muitos desafios pq não se sente preparada, qdo na verdade isso é uma utopia. A gente nunca vai estar preparado para nada nessa vida. A pessoa nunca vai “estar preparada” para lutar por aquele emprego que almeja, nunca vai “estar preparada” para se aproximar de alguém com quem gostaria de se relacionar, nunca vai “estar preparada” para assumir um compromisso mais sério com DEUS, etc., etc, etc. E isso porque estamos em construção, e só estaremos completos e acabados naquele dia, na glória celestial.
Tem fé em Deus, mas se sente frágil, deseja conhecer mais e crescer espiritualmente. Não apenas se sinta frágil, mas tenha certeza de que o é. É nossa natureza, e beleza da graça de DEUS é nos amar, apesar de nós mesmos.
Você se acha mto pecadora? Bem vinda ao clube. A gente sempre acha que precisa merecer a graça de DEUS, quando na verdade não há nada que vc possa fazer para que ELE te ame mais, ou menos. ELE te ama, simplesmente porque ELE te ama, e ponto final. ELE apenas espera que vc se aproxime dele, e o deixe inundar sua vida.

Como diz o Brennam Manning:
“O evangelho maltrapilho foi escrito para os dilapidados, derrotados e exauridos.
Ele é para os sobrecarregados que vivem mudando o peso da mala pesada de uma mão para outra.
É para os vacilantes de joelhos fracos que sabem que não se bastam de forma alguma e são orgulhos demais para aceitar a esmola da graça admirável.
É para discípulos inconsistentes e instáveis, cuja azeitona vive caindo para fora da empada.
É para homens e mulheres fracos, pecaminosos com falhas hereditárias e talentos limitados.
É para vasos de barro que arrastam pés de argila.
É para os recurvados e contundidos que sentem que sua vida é um grave desapontamento para DEUS.”

Na verdade acho que isso sintetiza a nossa relação de pecador com o DEUS do evangelho da graça, o tal “evangelho maltrapilho”. Por isso, se vc se sentir pecadora, lembre-se que reconhecer-se como tal é o primeiro passo para alcançar a graça do PAI.

Acerca do que escrevi, ressalto que não quis apontar defeitos, exaltar qualidades ou ser invasivo. Trata-se de alguns apontamentos despretensiosos, baseados no muito pouco que te conheço, ou que li, no blog.


...

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Parabéns minha filha linda.

Como vc cresceu.
Fico emocionada quando olho pra vc, o tempo voou.
Minha menina grande que me enche de orgulho e preocupação. Vc reclama e diz que brigo o tempo inteiro, esses desentendimentos não duram muito e procuro te mostrar que nem sempre as coisas saem como planejamos e queremos, que a decepção às vezes é inevitável.
Tento então a meu modo te ensinar a encarar e lidar com isso de uma forma mais amena, mas isso vc só entenderá quando for mãe também...
Somos parecidas, vc é chorona, mimada, geniosa e rude, mas quando quer sabe ser meiga, carinhosa, amável e emotiva.
Muito inteligente, porém preguiçosa (vamos acabar já com isso!!!).
Lembro de vc pequena, de cada momento que passamos e hoje te desejo muita felicidade pela frente e que continuemos lutando, crescendo e tentando encontrar nosso caminho e felicidade, juntas, sempre.
Feliz aniversário.

Amo vc.

Mamãe.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Resposta: "Conflitos".


Ela implorou por um beijo.

Sabia que um só beijo e tudo estaria bem, que outro beijo viria, mais um, outro e tudo mais.

Sim, ela implorou chorando que lhe desse um beijo e só.
Mas ele disse que não.


Firme e frio, disse que não. Ele sabia, sem dúvida, que se cedesse ao pedido tudo estaria bem e que outro beijo viria e ele, decididamente, não queria. 
Foi por isso que ficou daquele modo, firme, frio. Ela implorava, olhos inchados, vermelhos, estava dessa maneira quando saíram à rua e ele fingia que nada, nada havia acontecido. 
Mas como ele conseguia ser assim, intransponível?
Diante dela, parecia que se convertera em pedra, pedra inteiramente não, muro inteiramente muro.
Que fazemos quando alguém que amamos se faz assim diante de nosso desejo, frente a nosso desespero?

Hoje os olhos estão secos.
Ela lembra. E ela entende que tudo foi bem pior: porque a pedra não era ele, porque a pedra era ela mesma, apesar de toda lágrima.
Sim, ela era a pedra dele, em que ele a transformara.

segunda-feira, 18 de junho de 2012





Não existe arte que ensine a ler no rosto as feições da alma


Macbeth  1605-1606






Te amo filha.

Para nunca perder esse riso largo, e essa alegria estampada no rosto.

Guilherme Arantes.

ABPC

KONY 2012

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Hora de parar.

Alguns momentos muito felizes.

Ela é assim, vive tudo com muita intensidade.

Muita emoção e só coração. Ali a razão inexiste.

Hoje quer um amor com equilíbrio, que lhe traga paz. 

Chega, 

hora de parar.

Chega de viver essa ansiedade, essa paixão louca, quase traiçoeira.   


Jaqueline Oliveira.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Um desabafo...

 Eu nunca fui tão boa assim. 

Nunca liguei muito pra minha lição de casa que ficava na mochila, pra louça suja jogada na pia, pro prato sujo que deixei em cima da mesa depois de comer. 

Nunca liguei muito pra você me pedindo pra sair do computador, já me irritei quando você ficou atrás de mim tentando ver o que eu estava fazendo e já pedi pra você sair de perto...

 Já desviei dos seus abraços, já recusei um beijo teu. 

Te ignorei, demorei pra ir comer o jantar e te deixei irritada com isso.

 Reclamei da sua comida, mesmo você tendo feito com todo carinho e dedicação pra mim.

 Nem sempre tive o melhor comportamento e as melhores notas na escola e já disse que por mim eu não faria nada da vida. 

Fico trancada o dia todo no meu quarto. Quase não te dou atenção, quase não te dou bom dia, boa tarde ou boa noite. Fico na minha como se meu mundo fosse eu e mais eu, como se você não estivesse ali tentando cuidar de mim. 

Me desculpa? 

Me desculpa por ser assim?

 É o meu jeito rebelde de amar. 

 cada grosseria minha, talvez seja meu coração gritando “Eu te amo, mas sou rebelde demais pra demonstrar isso”. 

Me desculpa?

 Por ter te deixado falando sozinha, por não ter sido uma filha tão boa assim. 

Por amar desse meu jeito todo tolo, mesmo sabendo que se você morrer hoje, amanhã eu vou querer voltar atrás só pra recorrer a cada abraço que eu fugi, a cada beijo que eu recusei, mesmo sabendo que isso te machuca. 

Esse é o meu jeito. 


Me perdoa?

 E obrigada. Obrigada por não desistir de mim, mesmo eu sendo assim tão… eu.

 Eu te amo, mãe.

 Por mais que eu não saiba como demonstrar isso...

Eu te amo. 

Yasmin Fernandez. 

 

 

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Indiferença.


Palavra que  inferioriza, derrubando aquela mulher altiva.
                       Um sentimento de superioridade, uma arma tão poderosa...
                            Ora, como não querer saber o que a frieza daquele olhar paralizado grita nas entrelinhas?
Um abismo que ele criou, um silêncio que fere bem mais que todos os espinhos!
                                                          Mudam os silêncios recantados, mas a sorte não muda.
                                                Ela então se refugia nessa catarse do nada.
                             Não se lamente já que nada sentes.
Ela te vê longe, seu coração nem consegue mais ouvir o teu,
                                                                                       e agora, o que fazer? 
                                              Ahh, trasforma então esse desprezo em sonhos, esperança  e melodias.

                     Jaqueline Oliveira.


Beatles.

                                           




"The love you take is equal to the love you make"
                                                                                   

The End, dos Beatles.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Jean de la Bruyère

'll faut rire avant le bonheur, de peur de mourir sans avoir ri".
                 '(É necessário rir antes da felicidade, de medo de morrer sem ter rido)'  - Jean de la Bruyère

segunda-feira, 14 de maio de 2012

BOILEAU

"Du matin jusqú soir, qui nous défend de rire?"

                                       (O que nos impede de rir
                                                       desde a manhã até a noite?)
                                                                                             BOILEAU.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Falsa felicidade.

Afasta de ti essa falsa felicidade. O corpo é o reflexo da alma.

Jaqueline Oliveira.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Vontade.

Minha vontade é genuína e vem da alma.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Dreams.

Tenho em mim todos os sonhos do mundo!

Fernando Pessoa.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Sem expectativas...







Não crie expectativas em relação as pessoas que estão perto de vc. É muito melhor ser surpreendido a ser decepcionado.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Medo...

                O medo que ela sente percorre os muros da memória, abala os sismos, estilhaça as pálpebras.
            É um medo que flui, ronda a pele, percorre as veias, se instala e nada partilha.
                        É um medo que rouba o brilho da voz,  tornando-a um "tipo" de pessoa que ela própria condena. 
Sente um frio que nada mais é do que reflexo da solidão que cavou.
   Por que afastou-se dos amores de sua vida?

                         Na multidão permanece ali, absorta em seus pensamentos e presa em seu próprio mundo. Por fora um sorriso gentil e por dentro segue,desmoronando.
                Sinto dizer, mas acho que vc se perdeu pelo caminho, esse seu mundo cheio de nada te prende e te mata na busca por ser amada.
       E, quando se tem medo...ah, o que se pede é somente segurança e proteção. Liberdade e independência por um momento são absolutamente dispensáveis. 
     Como bem sabem os déspotas, o medo é uma emoção manipulada pelo poder, que cega, maltrata, desencoraja, oprime e ilude. 
   Inimigo da confiança, da paz e realidade apelando ao conflito, chamando-o. 

              Como uma sobra que cada um carrega de si.

                        Será que um dia será capaz de não ter medo de nada, sequer de algumas palavras ditas? 
           Ninguém te roubará algumas coisas, mas o medo te pertence! 
 É só tua aquela simplicidade, a bondade, o humor, força e coragem, não! Ninguém te roubará!

Quisera ela acreditar na impossibilidade de uma separação, na imortalidade daquele amor , quisera ela            que  tudo voltasse ao normal... 

                Resista.
             Se não por vc...
                                   pelo que acredita.



Jaqueline Oliveira.