Follow by Email

terça-feira, 26 de julho de 2011


Me mostre um caminho agora, um jeito de estar sem vc... O apego não quer ir embora, diacho, ele tem que querer.

Maria Gadú



Dos dois sobraram apenas as lembranças, planos inacabados e sonhos frustrados.

O amor ainda está lá, em algum lugar, ela sabe.

Procura em cada gesto, em cada linha, em cada parte,

...num olhar ou sorriso, fica À espera de um sinal.

Grita por aquela paixão, procura por ela também, em cada detalhe.

Nas mais sórdidas coisas, pq sem ela não se escreve, nem se vive.

Procura por aquele desejo nas linhas do teu corpo, no som da tua voz, e ele permanece ali, intacto, intocável.

Sobraram palavras não escritas, frases que em sua mente ecoam como grunhidos.

Hesitação.

Olhares em silêncio, apesar das mãos unidas não se soltarem.

Não adianta, ela não as soltará.

Seu coração bate apertado, preso, sufocado. Há ali sentimentos nunca usados.

Sente falta daquelas conversas engraçadas, amenas e despretenciosas.

Dos teus trejeitos sutis nas doces manhãs de suas vidas.

A incerteza impera, ela engole o choro, os olhos vermelhos e perdidos em lembranças de um tempo que insiste dizer, voltará.

Não deseja o fim, apesar de previsível, não há certezas.

É um tufão que chega em silêncio, com medo do barulho que causará.


A tormenta castiga.

Mas ela permaneço aqui, intacta, intocável.

Esperando vc voltar.


Jaqueline Oliveira

Nenhum comentário: