Follow by Email

terça-feira, 7 de abril de 2009

Medo II



Medo de crescer

Ás vezes temos medo até do que + queremos. Não acredita?
Eu já passei por isso, e vc?
O medo de crescer parece ser um mal difuso entre nós! Pense em quantas vezes vc já deu pra trás ao tomar uma decisão, como se fosse possível adiar a hora de se responsabilizar pelo que nos acontece, pelas nossas escolhas. Eu, por medo, adiei por anos a mudança, era cômodo ter uma vida estável (estável?? Rsrs), confortável, sem precisar trabalhar e assim não se preocupando com o futuro, até por não sabê-lo!
De certa forma prevendo-o, na verdade eu estava prejudicando meu futuro e “cavando minha própria cova”.
O medo da responsabilidade, da mudança, o medo de não conseguir...tudo misturado ao medo de não ter mais vida de princesa (princesa?! Rsrs). Queria minha liberdade, meu direito de ir e vir, mas na verdade morria de medo dela, como seria não ter quem te dissesse o que fazer (poderia falar de outro tema, mas deixa pra outro dia).
Como seria não ser mais uma bonequinha que obedece? Queria paz, mas tinha medo de ir pra longe daquele que não me deixava em paz, queria tanto a tal felicidade, mas tinha tanto medo que ela se perdesse pelo caminho se “alguém” me tirasse a Yasmin, que pra mim é mais que felicidade, entre tantas outras coisas esse “vai-não-vai” que durou longos 4 anos foi ficando sério e descobri o nome lendo VIDA SIMPLES: Síndrome de Peter Pan. Quem sofre desse mal se recusa a crescer, insiste em viver na Terra do Nunca (como pude não enxergar por tanto tempo?), e querem levar a vida simplesmente numa boa sem encarar os problemas e as responsabilidades. O bom é que, pelo menos no meu caso, acontecem coisas e descobrimos que é tudo ilusão, e que, se tivermos um pouquinho de coragem e sabedoria tudo pode mudar.
O medo de crescer toma conta na maioria das vezes quando pulamos uma etapa do ciclo da vida, morar só é um período para crescer, um período de autoconhecimento muito importante para a pessoa se descobrir, saber quem realmente é (hoje eu sei, mas só comecei a me descobrir realmente aos 22 anos), e ter responsabilidade, disse a psicóloga Cristina Martinez. Eu risquei essa fase, saí da barra da saia da mamãe direto para um casamento.
Mas não se apavore, cada fase da vida tem seus medos específicos e crescer não é diferente, já que antes de tudo é uma mudança.
Lembrem-se que o medo deve servir de arranque para enfrentar os desafios e superar as dificuldades. Pode acreditar. E quando você olhar para o passado vai entender o pq de tudo...
E então será feliz!

P.s: Vida Simples com um pouquinho de "Jak!"

Nenhum comentário: